AWARD SEASON | ÓSCARES - As Previsões

Pois é, o culminar de uma award season cheia de bons filmes é já hoje - quando o Dolby Theatre em Los Angeles recebe a nonagésima cerimónia dos óscares da Academia. Com grandes frontrunners como A Forma da Água e Três Cartazes à Beira da Estrada, mas ao mesmo tempo uma forte presença do independente com Foge, Lady Bird e Chama-me Pelo Teu Nome, o difícil mesmo vai ser escolher os melhores do ano. 

Vamos começar pela categoria que mais dúvidas levanta, tanto pela quantidade como pela qualidade dos filmes nomeados. Falamos do melhor filme, que é a honra máxima dos Óscares da Academia - contando com nomeados como A Hora Mais Negra, Chama-me Pelo Teu Nome ou Dunkirk. No entanto, por aqui a escolha é muito evidente, e recai sobre o filme A Forma da Água, de Guillermo del Toro. Nomeado para treze categorias, já arrecadou 93 prémios, no entanto pode encontrar uma forte competição em Três Cartazes à Beira da Estrada, que também foi vencedor do Globo de Ouro para melhor drama e dominou os BAFTA. 

Seguimos para as categorias relacionadas com representação. Na categoria de melhor actriz a escolha óbvia é Frances McDormand, pelo seu papel em Três Cartazes à Beira da Estrada - a actriz já arrecadou o Globo de Ouro, o SAG Award e o BAFTA na mesma categoria, e não irá encontrar grande competição. Já o melhor actor, a escolha recai em Gary Oldman pela interpretação fabulosa de Winston Churchill em A Hora Mais Negra, embora enfrente uma forte competição do jovem Timotheé Chalamet, que nos entregou uma performance irrepreensível como Elio em Chama-me Pelo teu Nome. No que respeita aos actores secundários, escolhemos Sam Rockwell (Três Cartazes à Beira da Estrada) e Allison Janney (I, Tonya).

Antes de vos dizer quem acho que mereça o óscar de melhor realizador para este ano, faltam duas das categorias principais - as de melhor argumento. Para melhor argumento original, e com base nos prémios já ganhos, a aposta recai sobre o filme Três Cartazes à Beira da Estrada, e para melhor argumento adaptado a escolha é Chama-me Pelo Teu Nome.

Ficando a faltar falar de todas as categorias técnicas e secundárias, vamos fechar este ciclo de previsões nas categorias principais dos óscares da Academia. Completando a tríade de realizadores mexicanos vencedores da grande honra de Hollywood, acredito que o grande vencedor da noite seja Guillermo del Toro, pelo seu trabalho no filme A Forma da Água. No entanto, é bem provável que o realizador encontre uma forte competição em Christopher Nolan, merecedor do prémio pela mestria demonstrada em Dunkirk. 

Os óscares serão entregues hoje, e poderão acompanhar a red carpet e a cerimónia na SIC, a partir da meia-noite. Preparados ?


1 comentário:

Liliana Paiva disse...

Vamos esperar para ver! eheh :) Eu vou ver!

Com tecnologia do Blogger.