#CINÉFILOSEMAPUROS | Como Escolher um Filme

Quando se lançou o debate sobre se vale ou não a pena ir ao cinema, muitos foram os que me perguntaram quais eram os critérios que eu utilizava para escolher os filmes que vejo. Além do gosto pessoal, acabamos por ter em conta uma série de outros factores - para que nunca fiquemos desiludidos com o filme que pagámos para ver. Hoje vamos falar dos critérios que eu uso para escolher um filme. 

Primeiro, como seria de esperar, vem o gosto pessoal que já de si se pode subdividir em vários outros factores. Podemos falar do género ou subgénero de filme: se é drama, comédia, terror ou biográfico. E se é drama, se é um drama histórico, uma história baseada em factos verídicos ou outro qualquer. No que respeita ao género, por norma não há grandes dúvidas da minha parte - tenho sempre outras coisas em conta, como por exemplo a história do que estou prestes a ver. 

Portanto, a sinopse é sempre algo que tenho em conta. Ao ver algum filme que desperte o interesse, para mim é importante saber do que trata: se a história à partida não despertar o interesse, tendo a colocar automaticamente o filme no fim da lista, independemente do seu género. E a par com a sinopse. vêm os trailers - passar algum tempo pelo YouTube a espreitar os trailers das novidades ajuda bastante a filtrar o que quero ou não ver num futuro próximo. Um canal que recomendo para quem gosta de ver trailers é sem dúvida o MovieClips.

Passando agora a alguns critérios que influenciam a escolha, mas que não deixam de ser secundários: o elenco, o realizador e o hype. No que respeita ao elenco, quando o filme tem actores que gosto bastante ou cujo trabalho aprecio vai subindo até ao topo da lista "para ver". Não perco um filme com Michael Fassbender ou Miles Teller, por exemplo - que são dois dos meus actores favoritos do momento.

O realizador é outro factor que tenho em conta, enquanto apreciadora de cinema. Apesar de nunca trabalhar sozinho, o realizador acaba por ser sempre o nome por trás das câmaras, e há trabalhos que merecem ser apreciados. Sou fã de Tarantino, por exemplo, não perco um filme de Christopher Nolan e mais recentemente tenho tido Dennis Villeneuve debaixo de olho. Gosto igualmente de explorar nomes mais desconhecidos, e filmes fora do circuito comercial - às vezes conseguimos descobrir verdadeiras pérolas.

Por fim, o hype à volta de determinado filme. Claro que ajuda, e muito - todo o falatório, as críticas ou a antecipação em redor de determinada obra cinematográfica acaba por influenciar a minha escolha. Este ano o maior exemplo disso foi o remake de IT, odiado por muitos e adorado por outros tantos, ou até mesmo Blade Runner 2049. Podem ser filmes de culto destinados a servir apenas uma legião de fãs, mas no caso de IT, por exemplo, estamos perante um dos maiores êxitos de 2017 - e muito se deveu ao falatório em redor do filme.

Claro que todos estes critérios são subjectivos: variam de pessoa para pessoa, de acordo com os nossos gostos e até conhecimentos. E vocês, como escolhem os vossos filmes ? 



1 comentário:

Paulo Faria disse...

Em geral uso os mesmos critérios, mas deu prioridade a uma boa história, seja drama ou comédia. Não nego que tenho preferência pelo terror, mas sei reconhecer quando não vale a pena investir. Também tenho alguns artistas que vejo todos os filmes como o Michael Fassbender ou a Meryl Streep, nos realizadores também sou fã do Tarantino e não perco um filme do Almodôvar. Também existem os filmes de super-heróis que não perco nenhum, sejam Marvel ou DC, mas isso é um gosto pessoal :)

Bitaites de um Madeirense

Com tecnologia do Blogger.