#CINÉFILOSEMAPUROS | 10 Ícones do Terror

O cinema tem destas coisas: personagens que se tornam imortais. Entre filmes bons e maus, estes dez ícones do terror já foram derrotados, já regressaram para sequelas e remakes e já passaram do grande para o pequeno écran - proporcionando sempre grandes momentos de entretenimento para os amantes do género (e não só). 

10. Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes, 1991)
Criado pelo escritor Thomas Harris em 1981, Hannibal Lecter é um médico, conhecido pelos seus crimes hediondos de canibalismo. Órfão de pai e de mãe, passou ao longo da sua vida por vários acontecimentos traumáticos, começando os seus assassinatos como forma de vingança.  A sua primeira aparição no cinema foi em 1986, interpretado por Brian Cox no filme Manhunter, mas foi Anthony Hopkins que imortalizou esta personagem em 1991, com o filme O Silêncio dos Inocentes. A interpretação de Hopkins valeu-lhe em 1992 o óscar de melhor actor, e Hannibal Lecter passou a ser considerado o maior vilão da história do cinema (segundo o American Film Institute). 



9. Jigsaw (Saw, 2004)
John Kramer, mais conhecido como Jigsaw, é o grande vilão da saga SAW. Kramer é um antigo engenheiro civil, às portas da morte devido a um tumor cerebral inoperável que se desenvolveu a partir de um cancro. Após uma tentativa de suicídio falhada, Kramer ganha uma nova apreciação pela vida, e tenta que outros a ganhem também testando a sua vontade de viver através dos célebres Jogos Mortais. Imortalizado no cinema por Tobin Bell, Jigsaw recebeu um grande apreço da crítica que perdura até aos dias de hoje. 



8. Ghostface (Gritos, 1996)
Criado por Wes Craven e com a sua primeira aparição em 1996, Ghostface é o vilão da saga Gritos. A famosa máscara é colocada por várias personagens do franchising, mas a sua voz é sempre expressa por Roger L. Jackson. Em Gritos, Ghostface é o responsável pela série de assassinatos que aterrorizam a cidade fictícia de Woodsboro, na Califórnia. Com quatro filmes da saga, e a produção da série Scream pelo canal MTV, Ghostface continua a aterrorizar os espectadores 21 anos depois da sua criação, valendo-lhe assim um lugar como ícone do terror.



7. Chucky (Chucky - O Boneco Diabólico, 1988)
Inspirado pelo alegadamente assombrado Robert The Doll, nasce em 1988 pela mão de Don Mancini Chucky, o boneco diabólico. A personagem é protagonista da saga Child's Play, em que Chucky tenta incessantemente transferir a sua alma do boneco Good Guy que habita para um humano - cometendo inúmeros assassinatos macabros pelo caminho. A sua voz é emprestada por Brad Dourif. A somar sete filmes (até agora), o boneco diabólico facilmente se tornou num ícone - não só do terror como também da cultura pop



6. Pinhead (Hellraiser - Fogo Maldito, 1987)
Criado por Clive Barker em 1986, Pinhead é a personagem fictícia protagonista dos nove filmes Hellraiser. A sua primeira aparição foi no livro The Hellbound Heart, que mais tarde daria origem ao filme original. Quase trinta anos depois, numa sequela para este livro, Barker atribui a Pinhead o nome de Hell Priest. A personagem é líder dos Cenobites, humanos transformados em criaturas que vivem num reino extradimensional, e que viajam para a Terra através de um puzzle (Lament Configuration) para colher almas humanas. Tendo sido retratado inicialmente como uma entidade amoral e sadomasoquista, mais tarde Pinhead revela-se demoníaco e explicitamente maldoso. 



5. Pennywise (IT, 1990)
Apesar de ter sido retratado pela primeira vez no cinema em 1990 por Tim Curry, Pennywise foi criado em 1986. Pela mão de um dos mestres da literatura fantástica e de terror, Stephen King, nasce este palhaço dançarino, que se alimenta dos medos e fobias das crianças e aterroriza a cidade fictícia de Derry, Maine. Pennywise assume a forma vulgar de um palhaço, mas a sua capacidade de ler mentes faz com que assuma facilmente a forma dos nossos maiores medos. Em 2017 foi interpretado por Bill Skarsgård numa nova adaptação do livro. 



4. Michael Myers (Halloween, 1978)
É no popular franchising de John Carpenter, Halloween, que conhecemos Michael Myers - o assassino em série que não diz uma palavra. Myers assassinou a irmã aos seis anos de idade, tendo sido internado num hospital psiquiátrico durante quinze anos e transformando-se no vilão que hoje conhecemos. Foi já interpretado por vários actores, em nove filmes e muitos anos de existência - sendo considerado um dos grandes ícones do terror. 



3. Leatherface (Massacre no Texas, 1974)
Criado por Tobe Hooper e Kim Henkel, Leatherface é o grande antagonista da saga Massacre No Texas. O seu nome deriva do facto de usar máscaras feitas de pele humana, e a personagem participa em vários assassinatos brutais juntamente com a sua família altamente disfuncional e incestuosa. Foi alegadamente inspirado no serial killer Ed Gein, que usava igualmente uma máscara de pele humana. Ao longo de oito filmes, um dos quais deste ano, Leatherface promete aterrorizar-nos por muito mais tempo. 



2. Freddy Krueger (Pesadelo em Elm Street, 1984)
É a cidade fictícia de Springwood, Ohio que vive aterrorizada por Freddy Krueger. Este Senhor dos Sonhos toma conta dos pesadelos das crianças e adolescentes da cidade, matando-os por vingança enquanto dormem. Imortalizado no grande écran ao longo de sete filmes por Robert Englund, este ícone do terror foi, tal como Ghostface, criado por Wes Craven



1. Jason Voorhees (Sexta-Feira 13, 1981)
Para o fim, ficou o supra-sumo dos slasher movies. Não fala, não reage - apenas mata. Falamos de Jason Voorhees, o famoso assassino da máscara de hóquei. De catana em punho, aterroriza todos os transeuntes que passam ou páram pelo Camp Crystal Lake e zonas circundantes. Interpretado por vários actores ao longo dos anos, a personagem foi criada por Victor Miller (a par com Ron Kurz, Sean S. Cunningham e Tom Savini).. Apareceu no cinema pela primeira vez em 1980, num filme em que era a sua mãe a assassina, ganhando mais tarde o seu próprio estatuto enquanto ícone do terror. 


5 comentários:

Eduardo Rodrigues disse...

Com exceção do Pinhead, pois nunca foi uma saga que me dissesse muito, acho que todos os outros me marcaram de alguma forma em todas as minhas visualizações de terror! :D Excelentes escolhas!!!!

Womanyzing disse...

É muito terror junto, mas para mim Hanibal foi dos melhores filmes de terror!
Beijinhos
http://womanyzing.blogs.sapo.pt/

Inês Retorta disse...

Hannibal é e será sempre um dos maiores ícones :)

Inês Retorta disse...

A saga Hellraiser não é para todos os paladares, não ! Obrigada pela partilha :)

Os Filmes de Frederico Daniel disse...

Gritos: 5*

Revi este clássico do horror há uns dias e recomendo, foi o início de uma das minhas sagas de terror favoritas.

Cumprimentos, Fred.

Com tecnologia do Blogger.