REVIEW | Manchester By The Sea

fevereiro 19, 2017
Manchester By The Sea é o filme independente que está a conquistar o coração dos cinéfilos pelo mundo inteiro. O drama de Kenneth Lonergan traduz-se em duas horas de emoção pura. Apesar de ser um filme bastante parado, tem uma cinematografia soberba e uma prestação incrível de Casey Affleck.

A premissa do filme promete que este seja, desde início, bastante dramático. Centramo-nos na história de Lee Chandler, um homem com um passado difícil, e uma vida de vícios, que se vê obrigado a tomar conta do sobrinho após a morte do irmão. Começando já por Lee, a personagem é interpretada por Casey Affleck - numa prestação que dizem ser de uma vida e que poderá muito certamente valer o Óscar a Affleck. Apesar da espectacular performance de Casey Affleck, não posso deixar de o comparar ao irmão, Ben. O mesmo tom de voz, a mesma entoação. o mesmo tique de por a mão na anca... O actor tem de facto muitos tiques emprestados pela familia, mas não deixa por isso de ter uma excelente prestação no papel de Lee Chandler. Contracena ainda com a fabulosa Michelle Williams, que apesar do seu papel secundário conseguiu nomeações para vários prémios.

Passemos agora ao segundo grande ponto a favor de Manchester By The Sea: o sobrinho, PAtrick. Interpretado por Lucas Hedges, o jovem actor demonstra já grandes capacidades de brilhar no mundo da representação.

No seu todo, o filme consegue ser bastante monótono e parado. No entanto, devido ao argumento e à ansia de vermos Lee Chandler lidar com os fantasmas do seu passado, para não falar da parte técnica e da banda sonora lindíssima, Manchester By The Sea é sem dúvida um filme a ter em conta.


Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.