REVIEW | Mad Max: Estrada de Fúria

março 04, 2016
Mantive até hoje muitas reservas em ver Mad Max: Fury Road. Marcando o fim (ou talvez o início) de uma história que teve início em 1979, o que nos era dado no trailer não era, a meu ver, apelativo o suficiente - mesmo com os fantásticos efeitos especiais. Posto isto, cheguei finalmente à conclusão que o filme é bastante sobrevalorizado. Saibam porquê. 

A cinematografia irrepreensível de Mad Max é indiscutível. O filme tem efeitos especiais literalmente brutais, cenas bastante gráficas, uma edição brilhante. O exagero aqui é o que torna o efeito credível, e para qualquer apreciador, é uma obra prima - valendo todos os seis óscares que venceu em categorias técnicas. George Miller está à frente da saga já desde os primórdios, e é já rumorada uma sequela (de seu nome Mad Max: The Wasteland). 

Outra coisa irrepreensível neste filme é Charlize Theron. Não gosto particularmente da actriz, mas neste filme Theron consegue ultrapassar Tom Hardy (cuja personagem só por acaso dá nome ao filme). E, apesar de gostar bastante do actor (recordo-me do seu papel de Bane em O Cavaleiro das Trevas Renasce), neste filme é só meh, tornando-se a primeira de duas coisas que não gostei no filme, e que o tornam bestialmente sobrevalorizado. 

O argumento não tem muito que se lhe diga: num mundo pós-apocalíptico governado por um tirano, uma rebelde alia-se a um ex-polícia, um psicopata e quatro fugitivas para chegar à sua terra natal. E no fundo todo o filme são duas horas de uma muito longa perseguição de carro (com efeitos fantásticos, é claro). E esta foi a segunda coisa que não gostei do filme - muita acção, muitos efeitos mas pouca substância em termos de história

O espectador tem muito que apreciar, no entanto, em Mad Max: Estrada de Fúria. Já falei nos efeitos, no exagero e na cinematografia, mas faltou-me a música, e a caracterização. E que caracterização ! É um dos aspectos a ter em conta neste filme, além da brilhante edição de Margaret Sixel altamente criticada. Apesar de sobrevalorizado (tendo estado nomeado para Melhor Filme), é um filme a ter em conta.  


Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.