#CINÉFILOSEMAPUROS | O Desafio Star Wars, Ep. I

Sou, oficialmente, uma cinéfila em apuros. Já há uns anos valentes que me tentam desafiar a ver os filmes da saga Star Wars (que por terras lusas conhecemos como A Guerra das Estrelas). Com a estreia do sétimo filme, O Despertar da Força, e um oitavo a caminho, achei que estava mais que na altura de perceber o hype à volta da saga, que só por acaso é das mais populares da história do cinema. 

Para começar, a ficção científica nunca foi dos meus géneros favoritos (aliás até agora nunca tinha visto nada que se pudesse classificar como tal). Mas consigo facilmente perceber porque é que Star Wars tem toda uma horde de fãs. Em suma, vi e gostei (mas more on that later). 

Primeiro que nada, a primeira missão foi perceber a ordem de sequelas, prequelas e outros que tais. Na verdade, não tem nada que saber (e ainda assim foi preciso um empurrãozinho). Em 1977 foi lançado o primeiro filme, conhecido como Episode IV: A New Hope, mas cujo título oficial é simplesmente Star Wars. Segue-se O Império Contra-Ataca (Episódio V, de 1980) e depois é que a confusão se instala. O Episódio VI, O Regresso de Jedi, é de 1989, mas antes de chegarmos a esse, ainda temos de passar pelos Episódios I (A Ameaça Fantasma, de 1999), II (O Ataque dos Clones, de 2002) e III (A Vingança dos Sith, de 2005). Se calhar no entender de George Lucas era o que fazia sentido, e os fãs parecem concordar. Tudo somado são mais de 12h de filme (como assim ?) 

A segunda missão foi interiorizar a revolução cinematográfica ou entender como sobreviver a sete filmes que atravessaram quatro décadas. Desengane-se o espectador que pensa que vai ver grandes coisas com edições espectaculares e CGI topo de gama. Começamos isto em 1977, gente. Numa galáxia bem longe, em que as transições tipo powerpoint e os fades a meio do filme eram do mais revolucionário possível. Já se passaram quase 40 anos, e A Guerra das Estrelas continua a fazer as delícias de fãs (cinéfilos ou não) - consegue manter-se intemporal.

Por esta altura, ainda faltam três filmes e O Despertar da Força. May the force be with me !


Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.